Andebol: Hexacampeões sofrem primeira derrota da época em Portugal

O FC Porto sofreu esta quarta-feira a primeira derrota da época em competições nacionais, ao perder em casa frente ao ABC, por 30-25, em jogo em atraso da 16.ª jornada do Andebol 1. Os hexacampeões, que contavam por vitórias os 15 encontros já disputados na competição, mantêm no entanto o primeiro lugar, com 46 pontos, mais três do que o ABC, que é segundo. Os Dragões devem o resultado negativo a uma segunda parte desinspirada, com muitas falhas técnicas.

O ABC aplicou, tal como se esperava, uma defesa agressiva, procurando repetir o efeito conseguido no Dragão Caixa na fase final da temporada passada, na penúltima derrota caseira do FC Porto. Os minhotos conseguiram duas vantagens iniciais de dois golos (1-3 e 2-4), mas não contariam com um Gilberto Duarte tão inspirado. O primeira linha apontou os primeiros seis golos dos portistas, numa primeira parte em que o equilíbrio foi dominante e disputada de forma dura desde o apito inicial.

Porém, nada justifica uma agressão como a de Nuno Grilo a Alexis Borges, que seria merecedora de cartão vermelho, logo nos primeiros minutos. A intensidade do encontro diminuiu com o passar do tempo e apenas nos últimos cinco minutos se registaram alterações significativas no marcador. O FC Porto aproveitou uma exclusão de Fábio Vidrago e chegou a ter três golos à maior (15-12) e terminou a primeira parte em vantagem (17-15).

Na segunda parte, o FC Porto desagrupou-se e deixou de conseguir furar a ainda mais agressiva defesa minhota. Gilberto Duarte, que terminou com 11 golos, ainda rumou contra a maré e deu a última vantagem aos azuis e brancos (20-19, aos 37 minutos), mas depois os minhotos dispararam, apesar de algumas grandes defesas de Quintana, incluindo três situações de contra-ataque consecutivas. O guarda-redes cubano efectuou 15 defesas e o seu homólogo Humberto Gomes 12.

O FC Porto somou um grande número de falhas técnicas (a meio da segunda parte registava sete, face a um registo limpo do adversário) e esteve quase nove minutos sem marcar (entre os 44 e os 53 minutos). Quando Gilberto Duarte quebrou o jejum e fez o 22-27, a sete minutos do fim, já pouco havia a fazer. No regresso do andebol ao Dragão Caixa, 39 dias depois, o ABC somou o nono triunfo consecutivo e os portistas terão de recuperar o ritmo perdido com a paragem de Natal e Ano Novo.

FICHA DE JOGO

FC PORTO-ABC, 25-30
Andebol 1, 16.ª jornada
21 de Janeiro de 2015
Dragão Caixa, no Porto
Assistência: 705 espectadores

Árbitros: Eurico Nicolau e Ivan Caçador

FC PORTO: Alfredo Quintana (g.r.); Gilberto Duarte (11), João Ferraz, Daymaro Salina (2), Ricardo Moreira (3), Nuno Roque (2) e Mick Schubert (1)
Jogaram ainda: Babo, Leandro Semedo, Alexis Borges (1), Yoel Cuni Morales (1), Nuno Gonçalves, Hugo Santos (1), Miguel Martins (2) e Wesley Freitas (1)
Treinador: Ljubomir Obradovic

ABC: Humberto Gomes (g.r.), Fábio Vidrago (2), Pedro Seabra (7), David Tavares (5), Ricardo Pesqueira (1), Nuno Grilo (6) e João Paulo Pinto (1)
Jogaram ainda: Carlos Martins, Hugo Rocha (5), Diogo Branquinho, Nuno Rebelo (1) e Gabriel Teca (2)
Treinador: Carlos Resende

Ao intervalo: 17-15
Disciplina: expulsão a Ricardo Pesqueira (56m) e Nuno Grilo (60m)

Fonte: fcporto.pt

Anúncios