Cosme Machado «prejudicou imagem dos árbitros e o FC Porto»

José Leirós, comentador de arbitragem, assinala os erros de Cosme Machado no Sporting de Braga x FC Porto e atribui nota muito negativa.

A arbitragem do Braga x FC Porto continua a dar brado. Os erros de Cosme Machado são analisados pelo ex-árbitro José Leirós, actual comentador de arbitragem.

«Puniu demasiado o FC Porto, no critério disciplinar. Expulsou Diego Reyes por segundo amarelo e não teve o mesmo critério com o jogador do Braga, Sasso. Voltou a fazer o mesmo quando expulsou Evandro», afirma o antigo árbitro a Bola Branca.

Nessa decisão, José Leirós explica que «toda a gente percebeu que Evandro pensava que o jogo não estava interrompido, tentando jogar a bola.»

«Mais tarde, Tiago Gomes por acumulação de faltas deveria ter visto o segundo amarelo, ao derrubar o lateral do FC Porto, Ricardo», assinala.

O Porto jogou com nove unidade durante mais de meia parte, num jogo com duas grandes penalidades, uma para cada lado. «As grandes penalidades não existiram mas aí o árbitro errou para os dois lados», sublinha.

José Leirós deixa ainda críticas ao Conselho Nacional de Arbitragem pela escolha de Cosme Machado para o jogo de Braga. «Foi uma má nomeação. Cosme Machado vive e treina em Braga. Perturbou-se quando teve de assinalar o primeiro penalti, provavelmente por indicação de Alfredo Braga, o seu árbitro assitente, e essa decisão fez com que, depois, não fosse justo, lúcido e prejudicasse o futebol, a imagem dos árbitros portugueses e o FC Porto», conclui Leirós.

Fonte: rr.sapo.pt

Anúncios