“Rei” Jackson desafia a história

Desde que chegou ao Dragão, no Verão de 2012, Jackson Martínez não parou de marcar golos. Até ao momento, são 81 em 119 jogos, que fazem dele o segundo melhor marcador estrangeiro de sempre da história o FC Porto. Esta época está a ser um espelho fiel das duas últimas, em que se sagrou o máximo artilheiro da Liga portuguesa, pelo que Cha cha cha promete continuar a somar recordes. Com 14 golos nos 17 jogos da Liga – uma média de 0,83 -, termina a primeira volta numa posição favorável para conquistar a terceira Bota de Prata consecutiva.

Um feito único alcançado em Portugal apenas por outro avançado que também marcou uma era no FC Porto: Mário Jardel, que foi o melhor marcador da Liga em quatro épocas consecutivas. “Rei” em 2012/13, com 26 golos, e em 2013/14, com 20, Jackson continua sentado no trono dos golos, com cinco de vantagem sobre os adversários mais directos. Esta temporada, nos 25 jogos em que participou em todas as competições, soma 21 golos, cinco dos quais em outras tantas partidas em que participou na fase de grupos da UEFA Champions League, tendo batido a melhor marca pessoal na competição.

Depois de ter superado Hulk como o segundo jogador estrangeiro com mais golos na história dos Dragões (79), Jackson está a apenas um de distância de superar os 44 golos do avançado brasileiro no comando da tabela dos melhores marcadores de sempre do Estádio do Dragão.

Com 81 golos em 119 jogos, 61 deles na Liga, o capitão dos azuis e brancos precisa apenas de mais um remate certeiro para igualar José Maria na 14.ª posição da lista histórica do clube, tendo já deixado para trás outros avançados, como o peruano Teófilo Cubillas, o colombiano Falcao e o argelino Rabah Madjer. No top três, bem longe, continuam o “bibota” Fernando Gomes, Hernâni e Jardel.

Fonte: fcporto.pt

Anúncios