«Odeio perder com o Benfica» – Ricardo Quaresma

Quaresma é o protagonista da última edição da revista Dragões e entre as revelações estão memórias da infância e o que pensa, por exemplo, do Benfica.

O “Passe de letra” da mais recente edição da Dragões é feito com Quaresma que recorda a infância. «Quando se nasce e cresce no bairro, vê-se tanta coisa, que se tenta ir atrás. Poderia até ter sido bandido…» admitiu.

O hóquei foi a primeira paixão do extremo portista que passou pelo Sporting, Barcelona, Inter e Chelsea: «Nem um pontapé na bola sabia dar», brincou, antes de falar dos clássicos do futebol, em especial um: «Toda a gente sabe que odeio perder com o Benfica.»

Fonte: ojogo.pt

Anúncios

«Quem sabe eu não volto e ultrapasso-o de novo?» – Hulk

Jackson Martínez ultrapassou Hulk como melhor marcador de sempre no estádio do Dragão e o próprio brasileiro parabeniza o Cha Cha Cha, deixando um desafio: «Quem sabe se no futuro, daqui a uns dois anos, eu não volto e ultrapasso o Jackson de novo entre os artilheiros do estádio?»

«Fico feliz pelo Jackson. Trabalhámos juntos pouco tempo [época 2012/13, um chega e o outro sai], mas vi logo a sua qualidade. É um grande profissional, dedica-se bastante nos jogos e nos treinos, sempre a pensar em melhorar taticamente, mas também a nível físico. Acho que é merecedor deste trono até porque foi em busca disso. Dou-lhe os parabéns e a toda à equipa que o ajudou a fazer esses 45 golos e a ultrapassar-me. Fico feliz por ele, porque é um grande profissional e uma grande pessoa».

A reação do Incrível surge nas páginas do jornal O Jogo, que falou com o brasileiro depois de Jackson o ter ultrapassado na lista de melhores goleadores no estádio do Dragão, quando marcou dois golos à Académica, na passada quarta-feira. Um deles deixou o extremo deslumbrado.

«Foi um golo muito bonito, de calcanhar. Repito, só tenho de lhe dar os parabéns e agradecer pelas alegrias que tem dado ao FC Porto. Ele precisa do clube e o clube precisa dele em boa forma», atirou, deixando uma espécie de desafio, em tom de brincadeira, ao colombiano.

«Saí do FC Porto e deixei uma ligação muito boa com o clube, os jogadores, a direção e os adeptos. Continuo a acompanhar e a torcer de longe e quem sabe se no futuro, daqui a uns dois anos, eu não volto e ultrapasso o Jackson de novo entre os artilheiros do estádio?»

«Não é impossível e o FC Porto vai correr atrás»

Hulk assume continuar a seguir à distância e a torcer pelo FC Porto, onde jogou entre 2008 e 2012, antes de rumar à Rússia. O brasileiro de 28 anos lamenta a derrota dos azuis e brancos na Madeira, na última jornada, mas assume continuar a acreditar, mais ainda depois do deslize do Benfica em Paços de Ferreira.

«Tudo é possível. O FC Porto perdeu e o Benfica também na última ronda, mas ainda vão jogar entre si e há em breve um Sporting x Benfica. Há muitos jogos pela frente. Claro que seis pontos de atraso é significativo. Mas não é impossível e o FC Porto vai correr atrás. Aliás, não seria a primeira vez», lembrou, sublinhando o ambiente que se vive sempre nos domínios azuis e brancos.

«Enquanto for matematicamente possível, ninguém naquela casa atira a toalha ao chão. É esse o sentimento que está a viver no balneário do FC Porto. Eles sabem que têm de ganhar todos os jogos e esperar por um novo tropeção do Benfica», lembrou.

Fonte: zerozero.pt

«No FC Porto não se desiste» – Fernando Reges

Fernando, médio que trocou os Dragões pelo Manchester City, está convencido que os portistas estão na luta pelo título e não vão baixar os braços, embora tenham seis pontos de atraso para o líder e campeão Benfica.

«No FC Porto não se desiste, aquilo é uma casa que procura chegar sempre ao máximo possível. Vão trabalhar e esperar por um tropeção do Benfica para passarem para a frente», garantiu Fernando, em entrevista à RTP, ele que se confessa rendido a Rúben Neves.

«Quando saí do FC Porto, não o conhecia, nunca tinha ouvido falar dele, nem sequer tínhamos treinado juntos. E quando ele apareceu, até pensei que o FC Porto tinha contratado um jogador novo. Mas é um grande jogador, com muita qualidade. Teve a infelicidade de se lesionar, mas, recuperou e esperamos que ele possa dar continuidade. Tem sido uma excelente surpresa», disse o Polvo, assumindo, no entanto, que Casemiro «tem jogado bem».

Atualmente ao serviço do Manchester City, Fernando diz estar «no melhor campeonato do mundo», onde «toda a gente pode perder pontos, a qualquer momento».

À RTP, Fernando falou também sobre o Chelsea, equipa orientada por José Mourinho. «Tem mantido uma regularidade muito boa e tem jogado muito bem. Defensivamente, é uma equipa muito equilibrada, e por isso tem estado sempre na frente do campeonato. Esperamos no próximo jogo conseguir um bom resultado», destacou o médio que soma um golo em 23 jogos oficiais pelos citizens.

Fonte: zerozero.pt

«Vou jogar, está tudo bem» – Yacine Brahimi

Condição de Brahimi preocupa Argélia, mas o portista deixa garantias.

Depois de ter saído de maca do jogo contra o Senegal e de ter passado mesmo pelo hospital para exames complementares, o portista Brahimi deu garantias de estar em condições para continuar a disputar a CAN. «Estou bem. É verdade que me ressenti das dores nas costas, mas agora está tudo bem. Vou jogar os quartos-de-final, sinto-me melhor», disse à estação El Heddaf TV o craque da seleção argelina, antecipando o duelo de domingo contra a Costa do Marfim.

A notícia é tranquilizadora também para o FC Porto, que mediante os resultados ainda colocará a hipótese de utilizar Brahimi já na deslocação a Moreira de Cónegos, a contar para a jornada 20 do campeonato.

Fonte: ojogo.pt

«No FC Porto os níveis de confiança são sempre altos» – Barriga

Barriga, antigo lateral esquerdo que representou FC Porto e Paços de Ferreira, antevê os três pontos para o Dragão, no jogo de domingo entre os dois emblemas.

Barriga, de 51 anos, foi um lateral esquerdo que nas décadas de 80 e 90 jogou durante sete épocas no Paços de Ferreira e duas no FC Porto. Na antevisão do encontro entre os dois emblemas, domingo no Dragão, Barriga atribui o favoritismo ao Dragão. «Vivo sempre de forma diferente um FC Porto-Paços de Ferreira porque representei os dois clubes», refere o ex-jogador em entrevista a Bola Branca.

A meio da semana, o FC Porto respondeu à derrota na Madeira, com uma goleada à Académica, para a Taça da Liga. Barriga acredita que a equipa azul e branca vai apresentar-se mentalmente com níveis elevados. «O FC Porto é sempre forte seja num bom ou num mau momento. E o Paços de Ferreira gosta dos jogos com os grandes. Mas o FC Porto mesmo num momento menos favorável, deve ganhar o jogo. Naquele clubes, os níveis de confiança são sempre elevados, independentemente dos resultados», observa Barriga.

O FC Porto entra para a 19ª jornada a seis pontos do líder Benfica. Apesar da desvantagem, Barriga continua a confiar na candidatura azul e branca. «Eu acredito. É difícil mas basta dois deslizes do Benfica para o FC Porto equilibrar. Lopetegui precisa de consolidar a equipa base», preconiza.

Quanto ao Paços de Ferreira, clube em que Barriga se formou como jogador, está a cinco pontos do quinto lugar mas na opinião do antigo jogador, não é candidato à Liga Europa. «O treinador teve de fazer uma equipa nova. É um grupo unido e consistente e tem os ordenados em dia. Isso é muito importante. Mas o Paços de Ferreira não entra em loucuras e apesar de ter capacidade para fazer um bom campeonato, não é candidato à UEFA», considera.

Fonte: rr.sapo.pt

«FC Porto e Benfica não têm o direto de melhorar?» – Jorge Mendes

«Uma completa estupidez.» É com estas palavras que Jorge Mendes classifica o fim da partilha de passes de jogadores decretado pela FIFA e o fair play financeiro da UEFA. Numa entrevista dada à agência Reuters em Singapura, o superagente português foi muito claro. «É completamente ilegal… Ambas as coisas são ilegais», defende.

Para o empresário de 49 anos, «ninguém tem o direito de impedir um jogador de ter um emprego melhor.» Além disso, Mendes acredita que a partilha de passes com fundos de investimento «é um mecanismo de apoio aos clubes mais pequenos.» «Benfica e FC Porto não conseguem mais do que 18 milhões de euros por ano da TV, enquanto que em Inglaterra qualquer clube recebe 80 ou 90 milhões. Eles não têm o direito de melhorar?», pergunta.

«Estão a matar o futebol. (…) O que é que eles querem? Uma competição apenas com Real Madrid, Barcelona, Bayern e Manchester United?», prossegue, mostrando-se esperançado que a partilha de passes seja novamente autorizada em breve e que o fair play financeiro termine: «Se forem para tribunal, perdem um milhão de vezes.»

Fonte: record.xl.pt

Dragões inscrevem quatro juniores

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional anunciou esta sexta-feira a inscrições realizadas por clubes portugueses entre 23 e 29 de janeiro onde aparecem quatro nomes estrangeiros que correspondem a futebolistas que atuam pela equipa de juniores do FC Porto.

Os Dragões inscrevem na Liga o nigeriano Chidozie Awaziem, o belga Tony Djim, o ganês Lumor Agbenyenu e o colombiano Leonardo Acevedo. Todos têm 18 anos de idade.

Fonte: record.xl.pt