«Quem sabe eu não volto e ultrapasso-o de novo?» – Hulk

Jackson Martínez ultrapassou Hulk como melhor marcador de sempre no estádio do Dragão e o próprio brasileiro parabeniza o Cha Cha Cha, deixando um desafio: «Quem sabe se no futuro, daqui a uns dois anos, eu não volto e ultrapasso o Jackson de novo entre os artilheiros do estádio?»

«Fico feliz pelo Jackson. Trabalhámos juntos pouco tempo [época 2012/13, um chega e o outro sai], mas vi logo a sua qualidade. É um grande profissional, dedica-se bastante nos jogos e nos treinos, sempre a pensar em melhorar taticamente, mas também a nível físico. Acho que é merecedor deste trono até porque foi em busca disso. Dou-lhe os parabéns e a toda à equipa que o ajudou a fazer esses 45 golos e a ultrapassar-me. Fico feliz por ele, porque é um grande profissional e uma grande pessoa».

A reação do Incrível surge nas páginas do jornal O Jogo, que falou com o brasileiro depois de Jackson o ter ultrapassado na lista de melhores goleadores no estádio do Dragão, quando marcou dois golos à Académica, na passada quarta-feira. Um deles deixou o extremo deslumbrado.

«Foi um golo muito bonito, de calcanhar. Repito, só tenho de lhe dar os parabéns e agradecer pelas alegrias que tem dado ao FC Porto. Ele precisa do clube e o clube precisa dele em boa forma», atirou, deixando uma espécie de desafio, em tom de brincadeira, ao colombiano.

«Saí do FC Porto e deixei uma ligação muito boa com o clube, os jogadores, a direção e os adeptos. Continuo a acompanhar e a torcer de longe e quem sabe se no futuro, daqui a uns dois anos, eu não volto e ultrapasso o Jackson de novo entre os artilheiros do estádio?»

«Não é impossível e o FC Porto vai correr atrás»

Hulk assume continuar a seguir à distância e a torcer pelo FC Porto, onde jogou entre 2008 e 2012, antes de rumar à Rússia. O brasileiro de 28 anos lamenta a derrota dos azuis e brancos na Madeira, na última jornada, mas assume continuar a acreditar, mais ainda depois do deslize do Benfica em Paços de Ferreira.

«Tudo é possível. O FC Porto perdeu e o Benfica também na última ronda, mas ainda vão jogar entre si e há em breve um Sporting x Benfica. Há muitos jogos pela frente. Claro que seis pontos de atraso é significativo. Mas não é impossível e o FC Porto vai correr atrás. Aliás, não seria a primeira vez», lembrou, sublinhando o ambiente que se vive sempre nos domínios azuis e brancos.

«Enquanto for matematicamente possível, ninguém naquela casa atira a toalha ao chão. É esse o sentimento que está a viver no balneário do FC Porto. Eles sabem que têm de ganhar todos os jogos e esperar por um novo tropeção do Benfica», lembrou.

Fonte: zerozero.pt

Anúncios