«Jogadores estão de parabéns» – Julen Lopetegui

Julen Lopetegui tinha avisado, na antevisão do encontro, que só o melhor FC Porto poderia vencer o Paços de Ferreira, no jogo da 19.ª jornada da Liga portuguesa. A equipa portista respondeu com uma mão cheia de golos coroada com uma boa exibição, que só poderia merecer os aplausos por parte do técnico espanhol.

“A equipa foi eficaz, esteve muito bem, fez uma grande primeira parte e deu a resposta adequada às necessidades do adversário e do próprio jogo. Os jogadores cumpriram bem a sua missão, estão de parabéns pela concentração, agressividade, intensidade e pelo futebol que praticaram. Jogámos frente a um adversário bem orientado, que vinha moralizado e que enriquece a futebol. Se houvesse mais equipas com a identidade do Paços de Ferreira, o campeonato português seria melhor e haveria mais gente nos estádios”, afirmou Lopetegui, em declarações no final da partida.

Na segunda parte, prosseguiu, a equipa continuou “a pressionar alto e a jogar bem”, ainda que nos minutos finais lhe tenha faltado “alguma tranquilidade para manter a bola”. “Mas no futebol não há perfeição e a verdade é que hoje tivemos acerto na finalização, os jogadores fizeram um grande jogo, com personalidade e contundência, mesmo jogando depois dos nossos adversários jogarem, o que não é um contexto fácil”, acrescentou.

Com o triunfo gordo sobre os pacenses, o FC Porto mantém a distância pontual para o primeiro e terceiro classificados, Benfica e Sporting, respectivamente, que na próxima jornada se defrontam, em Alvalade. O treinador espanhol garante que só está concentrado na sua equipa. “O importante é ganharmos os nossos jogos, porque não temos controlo sobre os nossos rivais e não podemos perder muitas energias com os outros. Temos que nos focar no nosso trabalho para continuar a crescer individual e colectivamente”.

Lopetegui admite que a missão na Liga portuguesa não é fácil, mas garante que os Dragões vão lutar com todas as forças para alcançar o sucesso. “Nós vamos à guerra e vamos lutar por todos os nossos objectivos, no campeonato, nos oitavos-de-final da UEFA Champions League e na meia-final da Taça da Liga. Os outros, por muito que queiram abrir os olhos, não conseguem ver a Europa”, disse.

Apesar de não ter sido convocado para a partida desta noite, Gonçalo Paciência foi também tema na conferência de imprensa. Lopetegui deixou um outro recado. “Estamos encantados com ele e, para que todos fiquem tranquilos, quero dizer que fui eu que o coloquei a jogar e fui eu que não o deixei de sair, quer no início da temporada quer na reabertura do mercado. Só quero dizer isso para aqueles que falam de ouvido e com má intenção”, finalizou o treinador basco.

Fonte: fcporto.pt

Anúncios