«Árbitros deviam proteger Brahimi» – Christian Gourcuff

Selecionador da Argélia aponta os motivos que levaram às exibições menos conseguidas do jogador do FC Porto na CAN.

A prestação de Brahimi na Taça das Nações Africanas não foi excecional, longe disso, e até Christian Gourcuff, selecionador da Argélia, se viu na obrigação de interceder na Imprensa, para tentar justificar o porquê de as coisas não lhe terem corrido da melhor maneira.

«Yacine não fez, efetivamente, o seu melhor jogo contra a Costa do Marfim. Esteve melhor nos dois primeiros jogos da fase de grupos, em especial contra o Senegal», reconheceu Gourcuff, em declarações ao jornal argelino Le Buteur. Para o treinador francês, entretanto reconduzido nos comandos da seleção argelina, o extremo do FC Porto «fez jogos interessantes», demonstrando grande capacidade na proteção da bola.

Mas as razões para um contributo pouco efetivo são outras e têm que ver com as arbitragens e as marcações apertadas que lhe foram movimentadas e que acabaram por anular praticamente um dos maiores argumentos argelinos nesta competição. «Infelizmente, Yacine sofreu muitas faltas que não foram assinaladas e isso penalizou-nos», sublinhou Gourcuff, que até foi mais longe na análise: «Os árbitros deviam-no ter protegido mais. Os agressores ficaram sistematicamente por punir ao não serem sancionadas as faltas», argumentou Gourcuff.

Fonte: ojogo.pt

Anúncios