21.ª jornada Liga NOS: Nuno Almeida dirige FC Porto x Vitória de Guimarães

Nuno Almeida, da Associação de Futebol do Algarve, foi o árbitro nomeado para o jogo entre o FC Porto e o Vitória de Guimarães, marcado para esta sexta-feira, às 20h30, no Estádio do Dragão, referente à 21.ª jornada da Liga. O juiz será auxiliado por Paulo Ramos e Luís Ramos.

Em 2014/15, Nuno Almeida já dirigiu 21 jogos, oito deles no escalão principal, mostrando uma média de 5,38 cartões amarelos por encontro. Em termos de cartões vermelhos, já exibiu 12 (seis na Primeira Liga, quatro na Segunda Liga e dois na Taça da Liga).

O árbitro apitou dois jogos da equipa principal dos Dragões nesta época: na nona jornada, frente ao Nacional (2-0), e na 15.ª, na visita ao recinto do Gil Vicente, em Barcelos (5-1). O algarvio também já se cruzou com o FC Porto B, na recepção à Oliveirense (1-3), na primeira jornada da Segunda Liga.

Fonte: fcporto.pt

Anúncios

FC Porto: mês terrível para definir duas frentes

Os adeptos do FC Porto que se agarrem bem à cadeira: vão entrar num mês de emoções muito fortes.

A formação de Julen Lopetegui tem um jogo à média de três dias, sendo que defronta três dos primeiros cinco classificados da Liga e ainda disputa os oitavos de final com dois encontros frente ao Basileia.

Por isso o FC Porto joga no fundo o futuro na Liga e na Liga dos Campeões.

Tudo começa já no próximo fim de semana, quando receber o V. Guimarães em encontro da 21ª jornada da Liga. Três dias depois, a meio da semana, joga em Basileia, para passado quatro dias, no fim de semana, se deslocar ao Bessa, para o dérbi da cidade do Porto, com o Boavista.

Depois acontece algo estranho: duas semanas sem jogo a meio.

O FC Porto tem por isso seis dias para preparar um encontro que pode ser decisivo: o clássico com o Sporting, agendado para o Dragão, a 1 de março, e mais seis dias para para preparar a viagem a Braga, agendada para 7 de março.

O fim de semana terrível termina quatro dias depois, na terça-feira dia 10 de março, na receção ao Basileia, que decide os oitavos de final da Liga dos Campeões.

CALENDÁRIO DO PRÓXIMO MÊS DO FC PORTO:

15 fevereiro, V. Guimarães (em casa)
18 fevereiro, Basileia (fora)
22 fevereiro, Boavista (fora)
1 março, Sporting (casa)
7 março, Sp. Braga, fora
10 março, Basileia (casa)

Fonte: maisfutebol.iol.pt

De volta aos treinos com o Guimarães na mira

Depois dois dias de folga concedidos por Julen Lopetegui, após a vitória sobre o Moreirense​ (2-0), no sábado, o plantel do FC Porto regressou ao trabalho, esta terça-feira, no Centro de Treinos e Formação Desportiva Porto/Gaia, para preparar a recepção ao Vitória de Guimarães, relativa à 21.ª jornada da Liga portuguesa (sexta-feira, 20h30).

Da primeira sessão da semana esteve ausente Quintero, devido a uma síndrome gripal, enquanto Adrián López se limitou a realizar tratamento à lesão contraída no jogo com o Sporting de Braga​, para a Taça da Liga.

Os Dragões voltam a treinar esta quarta-feira, pelas 10h30, no Olival, com os primeiros 15 minutos abertos à comunicação social.

Fonte: fcporto.pt

FC Porto B: «Queremos jogar bem e vencer» – Luís Castro

Depois de uma ingrata derrota diante do Chelsea Sub-21 (1-2), o FC Porto B defronta esta quarta-feira, às 19h00, os alemães do Borussia Mönchengladbach, em jogo em atraso da jornada inaugural do grupo A da Premier League International Cup. Luís Castro sublinhou que o momento actual é diferente daquele para o qual estava inicialmente agendado este jogo, mas deixou uma garantia: “A ideia passa sempre por ganhar”.

“Sentimos a obrigação de pontuar neste jogo, que tem um enquadramento diferente pois acontece poucos dias antes de voltarmos a jogar para a Segunda Liga. Queremos jogar bem e vencer, sabendo de antemão que temos de analisar bem qual a equipa a utilizar em virtude do calendário. De qualquer forma, a ideia passa sempre por ganhar o jogo”, declarou o treinador do FC Porto B, ao Porto Canal e www.fcporto.pt, no lançamento do desafio que irá opor os Dragões à equipa Sub-21 do emblema alemão.

Apesar da derrota na primeira jornada, os azuis e brancos mantêm legítimas aspirações numa passagem à seguinte, mas é necessário pontuar e fazer contas. “Sabemos que, dada a nossa situação, obriga-nos, no mínimo, a empatar. Temos de fazer quatro pontos nos últimos dois jogos para podermos continuar em prova. É um quadro difícil, mas é um quadro possível. Vamos entregar-nos por completo a este jogo sem pensar no futuro e acredito que poderemos ser bem sucedidos. Teremos pela frente uma equipa forte, mas temos potencial e qualidade para vencer”, acrescentou Luís Castro.

O jogo entre FC Porto B e Borussia Mönchengladbach Sub-21, da primeira jornada do grupo A da Premier League International Cup, disputa-se esta quarta-feira, às 19h00, Estádio Aldershot, em Inglaterra.

Fonte: fcporto.pt

Hóquei em patins: «Carvalhos é um adversário difícil» – Jorge Silva

Fechada a fase de grupos da Liga Europeia, com uma vitória categórica sobre o La Vendéene​, o FC Porto Fidelidade volta a centrar atenções no Campeonato Nacional. A 18.ª jornada, marcada para esta quarta-feira, às 21h00, reserva uma curta viagem até Vila Nova de Gaia para defrontar o Carvalhos, um adversário “difícil” quando joga no seu pavilhão, alerta Jorge Silva, mas que os Dragões querem ultrapassar para continuar a perseguir o objectivo máximo desta época.

“O Carvalhos é sempre um adversário complicado a jogar em casa, num pavilhão que leva sempre muita gente ao hóquei. É preciso não esquecer que, em anos anteriores, passámos lá por algumas dificuldades. Mas nós temos o jogo bem preparado, vamos entrar concentrados para sair de lá com uma vitória”, promete o avançado portista, em declarações ao www.fcporto.pt e ao Porto Canal.

São 37 os pontos que, nesta altura, separam Dragões, segundos classificados, e gaienses, penúltimos, mas na opinião de Jorge Silva, a classificação “não transparece o real valor” do adversário. “Têm perdido alguns jogos mesmo no fim e podiam ter bem mais pontos do que têm, mas não queremos que seja connosco que eles consigam esses pontos”, afirma.

Fonte: fcporto.pt

Basquetebol (Sub-16): Dragon Force sagrou-se campeão distrital

​A equipa Sub-16 do Dragon Force sagrou-se, no passado fim-de-semana, campeã distrital de basquetebol ao vencer os três jogos da fase final do campeonato, disputada na Póvoa de Varzim.

Os azuis e brancos derrotaram Guifões (65-45), Maia Basket (66-41) e Vasco da Gama (63-49) no caminho para o título distrital. Henrique Barros, jogador do Dragon Force, foi o MVP da fase final e integrou o cinco ideal, tal como o seu companheiro de equipa, António Mota.

Nas três fases finais distritais disputadas pelo Dragon Force na presente temporada (Sub-14, Sub-16 e Sub-18), só em Sub-14 os jovens Dragões não conseguiram chegar ao título. Ainda assim, o Dragon Force vai disputar o Campeonato Nacional nos três escalões.

Fonte: fcporto.pt

Andebol: «Um clássico é decidido nos pormenores» – Ricardo Moreira

Um empate no clássico desta quarta-feira (21h00), na penúltima jornada da fase regular do Andebol, é suficiente para assegurar matematicamente o primeiro lugar, mas os hexacampeões nacionais querem vencer o Sporting e manter a tradição no Dragão Caixa: nos dez jogos contra os leões disputados no pavilhão desde a inauguração, em 2009, os azuis e brancos somaram nove vitórias e cederam apenas um empate, na época anterior. Mas as estatísticas não ganham jogos e Ricardo Moreira recorda o equilíbrio que dominou os dois duelos já realizados nesta temporada.

“É verdade que o Sporting nunca ganhou aqui no Dragão, apenas por uma vez empatou, mas é uma equipa com muito valor. Basta lembrar que na Supertaça e no jogo da primeira volta ganhámos por um golo. Estes jogos são sempre muito disputados e, normalmente, decidem-se nos pormenores”, afirma o capitão do FC Porto, em declarações ao www.fcporto.pt e ao Porto Canal.

Apesar de o empate bastar para cumprir o primeiro objectivo no campeonato, os portistas (líderes do campeonato, com mais quatro pontos do que os lisboetas, segundos) não pensam noutro resultado que não seja a vitória para garantirem a vantagem do factor casa no playoff. “Queremos garantir já o primeiro lugar e nada melhor do que uma vitória sobre o Sporting. A história diz-nos que sempre que disputamso em casa jogos decisivos, normalmente ganhamos. Decidir em casa o último jogo da final é uma vantagem teórica, sim, mas a nós diz-nos muito; temos sido felizes e esperamos que assim continuemos”.

Caso FC Porto e Sporting mantenham as posições na tabela no fim da fase de regular, só poderão voltar a encontrar-se na final do playoff. Mas até lá, frisa Ricardo Moreira, há ainda muito caminho para percorrer, até porque a próxima fase “tem a particularidade de, por vezes, nos reservar algumas surpresas e nem sempre o primeiro e o segundo classificados da fase regular se encontram na final”.

Fonte: fcporto.pt