Lopetegui aponta “toda a energia e concentração” para jogo com V. Guimarães

Julen Lopetegui não abdica de uma das suas ideias base: a competição deve ser encarada jogo a jogo e passo a passo. Na conferência de imprensa de antevisão da recepção ao Vitória de Guimarães, da 21.ª jornada da Liga portuguesa (sexta-feira, 20h30), o treinador recusou abordar o encontro em Basileia (quarta-feira, 19h45), dos oitavos-de-final da Champions League, e admitiu que a equipa necessita de fazer melhor do que na primeira volta (1-1) para vencer, se bem que nesse encontro o FC Porto tenha marcado mais um golo legal, incorrectamente invalidado.

“Temos amanhã um jogo contra o Vitória de Guimarães. Não existe mais nada. Depois virá o jogo seguinte e o próximo, o próximo… Já o disse muitas vezes mas é verdade. Temos toda a nossa energia e concentração no jogo de amanhã. Se alguém tiver a tentação de pensar na Champions, verá esse jogo sentado em casa, em frente à televisão”, afirmou. Lopetegui considerou que a formação de Guimarães se reforçou “bem” em Janeiro – nomeadamente com Otávio, Ivo e Sami, cedidos pelo FC Porto – e que tem um plantel mais forte do que no encontro da quarta jornada, disputado em Setembro. Porém, nesse caso, houve outros factores a influenciar o resultado final: “Conformo-me com marcar mais um golo do que o adversário, que foi o que aconteceu na primeira volta. Tivemos azar por um golo legal não ter contado no marcador. Espero que não aconteça desta vez”.

Apesar de o Vitória de Guimarães não triunfar no terreno dos Dragões há 19 anos, o técnico espanhol prevê um desafio “difícil e duro”, frente a uma equipa “bem orientada” e “com argumentos”. O FC Porto também porá os seus trunfos em campo, mas sem pensar na tabela classificativa nem no facto de jogar antes dos rivais. “Estou sempre alerta, a tentar melhorar as coisas, mas não faço contas. Não vou fazer psicanálise de como respiro na Liga. Amanhã não temos outra alternativa senão enfrentar o Vitória de Guimarães com 100 por cento de energia, respeito e responsabilidade”, frisou. Para tal, os Dragões vão contar com um Brahimi mais adaptado à “exigência máxima” do clube, após a participação na Taça das Nações Africanas. “Estou convencido de que vai apanhar o comboio e voltar a ajudar-nos”, esclareceu.

Confrontado com as permanentes notícias sobre eventuais transferências – e “99 por cento delas são falsas”, garantiu -, Julen Lopetegui deixou um elogio rasgado ao capitão Jackson Martínez: “É um exemplo para os companheiros e não tenho de dizer mais nada. Tendo mais ou menos eficácia, a sua grande virtude é que marca a linha de agressividade, intensidade e esforço a um patamar muito alto para todos. Temos de saber conviver com manchetes e histórias, sabendo que em Janeiro e Fevereiro ninguém se pode entreter com isto, porque não ajuda nada os jogadores. O importante é a nossa reacção como equipa e os jogadores são responsáveis, maduros e conscientes de que têm muito trabalho pela frente”.

Fonte: fcporto.pt

Anúncios