«Merecíamos uma vitória mais folgada» – Julen Lopetegui

Um golo solitário de Brahimi foi suficiente para o FC Porto bater o Vitória de Guimarães (1-0), mas Julen Lopetegui considerou que a diferença mínima não traduz a superioridade evidenciada pelos Dragões no relvado. O treinador portista sublinhou a conquista de “três pontos importantes” e elogiou o trabalho colectivo da equipa, destacando ainda as “muitas ilações positivas” tiradas de um jogo em que o Vitória de Guimarães deveria ter terminado em inferioridade numérica.

“As vitórias são sempre importantes, independentemente do resultado. Trabalhámos muito para conseguir vencer, frente a uma boa equipa, e estamos satisfeitos porque o merecemos totalmente. Fizemos um grande jogo, sobretudo na primeira parte, na qual criámos claríssimas e contínuas oportunidades de golo. Não fomos tão tranquilos e exuberantes na segunda parte, mas na globalidade creio que merecíamos uma vitória mais folgada. Tiramos muitas ilações positivas deste jogo e conquistámos três pontos importantes”, declarou Julen Lopetegui na conferência de imprensa que se seguiu ao desafio com os vimaranenses, relativo à 21.ª jornada da Liga portuguesa.

O técnico espanhol teceu também algumas considerações sobre o trabalho da equipa de arbitragem liderada por Nuno Almeida, comparando dois lances muito idênticos ajuizados de forma diferente, mas sempre em prejuízo dos Dragões. “Os árbitros têm um trabalho difícil, mas têm de preservar o jogo e proteger quem quer jogar. Por exemplo, há uma entrada de um adversário sobre o Casemiro que é para cartão vermelho directo claríssimo, o que não aconteceu. Quando foi com o Maicon, na recepção ao Boavista, fomos imediatamente penalizados, mas hoje o critério foi diferente e isto é preocupante”, explicou Julen Lopetegui, relembrando ainda que, “curiosamente”, todos os jogadores do FC Porto em risco de exclusão (Danilo, Alex Sandro e Casemiro) foram admoestados com um cartão amarelo.

Sobre a efusividade dos seus festejos logo após o apito final, Julen Lopetegui foi sucinto e explícito: “Há vitórias que se celebram um pouco mais. É sempre importante ganhar e conseguimo-lo”. No futuro mais próximo do FC Porto está agora a primeira mão dos oitavos-de-final da UEFA Champions League, em Basileia (quarta-feira, 19h45 de Portugal Continental). O técnico espanhol perspectiva uma eliminatória “duríssima e equilibradíssima” frente a uma “grande equipa”, mas deixa uma garantia: “Queremos continuar a ser protagonistas na UEFA Champions League e vamos trabalhar para isso, sabendo que o Basileia nos vai obrigar a fazer dois grandes jogos”.

Fonte: fcporto.pt

Anúncios