1.ª mão dos oitavos-de-final da UEFA Champions League – Basileia x FC Porto: Lista de convocados

O guarda-redes Ricardo Nunes entra na lista de 20 convocados para o jogo frente ao Basileia (quarta-feira, 19h45 de Portugal Continental), a contar para a primeira mão dos oitavos-de-final da UEFA Champions League. Mantendo a regra das últimas convocatórias, que têm registado poucas novidades, Julen Lopetegui promoveu apenas a convocatória de um terceiro guardião, como tem sido hábito nos jogos europeus. São por isso chamados 20 atletas para a viagem à Suíça.

O plantel do FC Porto voltou esta segunda-feira a trabalhar no Centro de Treinos e Formação Desportiva PortoGaia, no Olival, com Adrián López, em tratamento, a ser o único ausente da sessão, situação que se tem repetido nos últimos dias.

Na terça-feira, o FC Porto parte rumo à Suíça às 8h55, num voo que sai do Aeroporto Francisco Sá Carneiro com destino ao EuroAirport Basel Mulhouse Freiburg e que tem chegada prevista para as 12h15 (11h15 em Portugal Continental). Às 18h30 locais, Julen Lopetegui e um jogador antevêem o encontro, em conferência de imprensa no St. Jakob-Park, onde decorrerá, 30 minutos depois, um treino dos Dragões, com os primeiros 15 minutos abertos à comunicação social.

A equipa portista regressa à Invicta na quinta-feira, embarcando no EuroAirport Basel Mulhouse Freiburg às 10h30 locais. A chegada ao Aeroporto Francisco Sá Carneiro está prevista para as 12h00 de Portugal Continental.

Lista de 20 convocados:

Guarda-redes: Helton, Fabiano Freitas e Ricardo Nunes;

Defesas: Danilo, Bruno Martins Indi, Maicon, Iván Marcano e Alex Sandro;

Médios: Casemiro, Juan Quintero, Yacine Brahimi, Evandro, Héctor Herrera, Óliver Torres e Rúben Neves;

Avançados: Vincent Aboubakar, Ricardo Quaresma, Hernâni, Cristian Tello e Jackson Martínez.

Fonte: fcporto.pt

Anúncios

1.ª mão dos oitavos-de-final da UEFA Champions League: Mark Clattenburg dirige Basileia x FC Porto

O inglês Mark Clattenburg, de 39 anos, é o árbitro nomeado para apitar o jogo entre o Basileia e o FC Porto, no St. Jakob-Park (quarta-feira, 19h45 de Portugal Continental), relativo à primeira mão dos oitavos-de-final da UEFA Champions League.

Juiz com insígnias da FIFA desde 2006, Clattenburg já tinha dirigido por uma vez os Dragões, na vitória caseira (1-0) sobre o Málaga, a 19 de Fevereiro de 2013, curiosamente também na mesma fase da competição. Esta temporada, na Premier League, mostrou 61 cartões amarelos e dois vermelhos, em 15 partidas.

O árbitro apitou um jogo da segunda divisão inglesa aos 25 anos, o que constituiu à época um recorde. Dirigiu pela primeira vez um encontro da Premier League em Agosto de 2004, continuando assim uma rápida progressão. Os principais marcos da sua carreira são a final do torneio de futebol masculino dos Jogos Olímpicos de Londres (2012), a final da Taça da Liga inglesa, em 2012, o Community Shield (Supertaça de Inglaterra), em 2013, e a Supertaça Europeia, em 2014.

Fonte: fcporto.pt

Reading atrás de David Bruno

Lateral do FC Porto B tem sido observado pelo Reading, da II Liga inglesa. Bournemouth também está na corrida.

Os ingleses do Reading estão interessados na aquisição de David Bruno, lateral português de 23 anos que atua no FC Porto B.

Escreve o site Get Reading que o portista foi recentemente observado num torneio quadrangular pelo Reading, clube que tem a concorrência do Bournemouth na corrida ao defesa.

David Bruno tem esta época 20 jogos pela equipa B dos Dragões, 14 dos quais a titular.

O Reading é 16º da II Liga inglesa.

Fonte: ojogo.pt

Brahimi na lista do Atlético de Madrid

Yacine Brahimi continua nas bocas do mundo e desta feita é o Atlético de Madrid que tem mostrado interesse no argelino, seguindo com atenção as suas exibições.

O jogador portista, diz o portal Calciomercato, está a ser seguido pelo campeão espanhol, que tem assistido aos jogos do FC Porto para observar o seu desempenho.

Brahimi, que também já foi colocado na lista dos dois clubes de Manchester , United e City, tem agora mais um interessado.

Recorde-se que o argelino de 25 anos representou o Granada, de Espanha, durante duas temporadas, antes de se mudar no verão para o FC Porto.

Brahimi tem uma cláusula de rescisão de 50 milhões de euros e o seu contrato com o FC Porto dura até 2019.

Fonte: zerozero.pt

«FC Porto é superior a este Basileia» – António Sousa

O antigo jogador do FC Porto António Sousa considera que os azuis e brancos são favoritos a vencerem o encontro de quarta-feira contra o Basileia, da primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões, mas alerta que é preciso respeitar a equipa orientada pelo português Paulo Sousa.

«Em termos de currículo o FC Porto é enorme, mas só em termos de currículo. De qualquer das formas é favorito porque como equipa é superior a este Basileia. Não descurando a parte emocional e psicológica, [o FC Porto] tem de ter um grande cuidado, respeito pelo adversário, para que realmente possa passar à fase seguinte», disse António Sousa, em declarações à TSF, elogiando a mudança de atitude do treinador Julen Lopetegui.

«Deu a mão à palmatória e as ideias que tinha alteraram-se para muito melhor. (…) É um plantel novo e um treinador novo e tudo isso leva algum tempo. Neste momento está tudo estabilizado e penso que o FC Porto vai manter a qualidade.»

O ex-jogador portista elogiou, ainda, Brahimi: «Está a fazer uma época excecional, não pensava que pudesse fazer jogos tão bons e de certeza que é uma mais-valia para este plantel.»

Fonte: abola.pt

«Estive perto de assinar pelo FC Porto» – Paulo Sousa

Paulo Sousa é o anfitrião do FC Porto, esta quarta-feira, no regresso da Liga dos Campeões. O treinador português que comanda o FC Basel frisa a importância de não sofrer golos em casa e reconhece o favoritismo portista.

«Todos queriam o FC Basel», começou por dizer, referindo-se ao sorteio, o antigo internacional português, que em vésperas de receber o FC Porto, concedeu uma entrevista ao jornal A Bola.

«Mas também penso que todos estão precavidos e sabem que o FC Basel não é uma equipa assim tão simples. Não me vou pôr com desculpas nem atirar mais responsabilidades para o FC Porto mas é uma realidade: estivemos dois meses sem competir e isso cria dificuldades. Ainda assim, queremos e vamos ser competitivos», prometeu, frisando uma ideia que tem sido chave na sua equipa e que deixou para trás, por exemplo, na fase de grupos, o Liverpool.

«Não abdico deste espírito, desta ambição e desta coragem na procura de sermos protagonistas, é assim que se pode ter sucesso», destacou, voltando-se, depois, para o jogo desta quarta-feira.

«Reconheço um FC Porto super forte, com uma organização ofensiva extraordinária. Tem estatísticas altíssimas em relação ao número de golos e oportunidades que cria em cada jogo. E depois há a sua intensidade, a sua qualidade. Mas, através da minha mensagem, queremos ser a equipa que mais dificuldades vai criar ao FC Porto até hoje», frisou.

Tendo em conta que a eliminatória se joga a duas mãos e que a decisiva se realizará no Dragão, Paulo Sousa sublinha a importância de não sofrer golos.

«Tendo o FC Porto uma enorme capacidade ofensiva, é muito importante não sofrermos golos em casa», avisou.

Esteve perto do FC Porto

Enquanto jogador, em Portugal, Paulo Sousa representou o Benfica e o Sporting mas confessa que esteve perto de assinar pelo FC Porto.

«Houve essa possibilidade antes e depois do Espanyol [2001/02]. Mas, no último caso, estive ainda mais próximo de voltar ao Benfica. É passado. Estou muito mais direcionado ao presente e ao futuro. Não procuro o meu passado por nada».

Pinto da Costa revelou-se, desde sempre, um admirador confesso das suas qualidades e os elogios do dirigente azul e branco ao internacional português foram sempre constantes.

«O único contacto que tive com o presidente aconteceu quando cheguei à Juventus. Ele foi a Itália, com a sua comitiva, para perceber como funcionava o ticketing no clube e no calcio e, aí, tivemos a oportunidade de conversar. Ele reconheceu a admiração que tinha por mim e disse que gostaria de me ver jogar no FC Porto, o que me deixou muito contente. Mas nunca aconteceu», recorda.

Fonte: zerozero.pt

Frio de Basileia não arrefece ambiente

Lotação quase esgotada no St. Jakob Park. Dos bilhetes ainda disponíveis, o mais barato custa 100 euros. FC Porto joga na Suíça, quarta-feira, com temperaturas a rondar os 0ºC.

Frio. Muito frio. Mas não neva nem chove e, até quarta-feira, não há previsão de alterações significativas das condições meteorológicas, em Basileia.

A comitiva do FC Porto aterra na manhã de terça-feira em solo suíço e encontrará uma temperatura bem razoável para a época (5ºC) mas, quando terminar o treino no St. Jacob Park, ao final da tarde, os termómetros andarão pouco acima dos 0ºC. Durante a noite, a temperatura cairá para valores negativos, mas o FC Porto sabe que a previsão aponta para tempo seco até ao dia do jogo.

A dois dias da primeira mão dos oitavos-de-final, já não há movimento junto do estádio porque a lotação está quase esgotada. Os bilhetes mais baratos, de 50 e 75 euros, nos dois topos, já “voaram”. Restam pouco mais de 1000 ingressos nas bilheteiras. O mais barato custa 100 euros, enquanto o mais caro ascende a 150.

O moderno estádio St. Jakob Park, inaugurado em 2001 e com capacidade para 42 500 espectadores, foi construído de raíz e no mesmo local do velho estádio onde o FC Porto jogou a sua primeira final europeia, frente à Juventus, na final da Taça das Taças de 1984, entretanto demolido.

Programa do FC Porto

A comitiva do FC Porto viaja às 9h00 da manhã de amanhã para Basileia, estando a chegada prevista para perto das 12h30 locais (mais uma que em Portugal Continental).

Em horas locais, Lopetegui orienta o treino de adaptação às 18h30. Meia-hora antes, promove a conferência de imprensa de antevisão do desafio.

Paulo Sousa. Um português em estado de graça na Suíça

No Basileia, Paulo Sousa reencontra os jornalistas portugueses às 17h00. O técnico do penta campeão da Suíça defronta pela primeira vez o FC Porto como treinador. Como jogador, foi adversário do Dragão por três emblemas: Benfica, Sporting e Panathinaikos e nunca marcou ao conjunto luso.

Paulo Sousa, de 44 anos, natural de Viseu, foi campeão nacional português pelo Benfica e, em Itália, pela Juventus. Na selecção de Sub-20, sagrou-se campeão do mundo em Riade, em 1989. Pela Juventus e pelo Borussia Dortmund foi campeão da Europa e ainda ganhou a Taça UEFA, pelo Inter de Milão.

Como treinador, é o actual campeão de Israel pelo Maccabi Telavive. No último Verão, chegou ao Basileia. Comanda o campeonato a caminho do hexa e igualou a melhor marca da história do clube na Liga dos Campeões: os oitavos-de-final.

Fonte: rr.sapo.pt