”Basler Zeitung” destaca filosofia dos Dragões

Os jornais suíços, em especial aqueles que mais vendem nos cantões do noroeste da Suíça, dão natural destaque ao encontro desta quarta-feira (19h45 de Portugal Continental) entre o FC Porto e o Basileia. Desde o gratuito 20 Minuten ao mais expansivo Blick, há referências abundantes ao encontro dos oitavos-de-final da Champions League. Mas o Basler Zeitung (o jornal mais lido na região, com uma tiragem de cerca de 60 mil exemplares) vai mais longe e dedica uma página ao perfil dos Dragões, descrevendo a política que levou o clube ao topo europeu.

O jornal propõe um exercício: se existisse uma máquina do tempo e se, já agora, ela pudesse clonar pessoas, que equipa teriam os Dragões? Vítor Baía, Ricardo Carvalho e Pepe, Deco, Maniche e Anderson, Hulk, James Rodríguez, Lisandro López e Falcao são alguns dos nomes referidos. Mas os “melhores lugares” do Dragão teriam de ser reservados para José Maria Pedroto e para o presidente Jorge Nuno Pinto da Costa, lê-se num artigo de uma página, ilustrado como uma foto de Falcao a comemorar o golo que valeu ao FC Porto a Liga Europa e de 2011 e outra das celebrações da Champions League de 2004. Para além disso, logo na segunda página, há uma entrevista com Madjer – que afirma que “vai ser um jogo difícil para o Basileia” – e, a propósito, um top 10 dos mais espectaculares golos de calcanhar de sempre.

“O FC Porto é a maior empresa de exportação-importação do mundo futebol – e é por isso um exemplo”, escreve o autor do texto Von Tilman Pauls, que depois descreve a revolução efectuada por Pedroto e Pinto da Costa após o 25 de Abril de 1974, naquela que é chamada a “cidade do trabalho”. É depois traçado um paralelo entre o FC Porto e o Basileia, dois clubes sem o potencial financeiro dos gigantes da Europa, que conseguiram romper com o domínio de formações de cidades rivais e que encontraram formas de lutar por um lugar de destaque entre os melhores do continente. Porém, a conclusão volta a ser elogiosa pra os Dragões, que levam “grande vantagem” para o duelo no campo e na consolidação deste modelo de negócio, apesar de, esta quarta-feira, “ansiarem por uma máquina do tempo para recuperar todos os filhos [ex-jogadores] perdidos ao longo dos anos”.

Fonte: fcporto.pt

Anúncios